10 lugares para conhecer em Pinheiros

February 15, 2017

 As delícias de morar no bairro mais cool, hipster, gastronômico, versátil e incrível de São Paulo

 

É, eu sei. Sou apaixonada por Pinheiros. E quem, não é? Vim morar no bairro em 2011, por um acaso do destino. Eu voltava de uma temporada em Brasília e escolhi o bairro pela proximidade que teria com o meu trabalho da época. Mal sabia eu que aquilo que parecia acaso, tinha as mãos de Deus me colocando no lugar certo (como sempre, diga-se de passagem!).

 

Pinheiros sempre foi um bairro tradicional e cheio de histórias, mas acontece que mais ou menos a partir, justamente da minha chegada, ou seja, 2011 em diante, o bairro começou a despontar como um verdadeiro polo gastronômico; para minha alegria e desespero. Sim, confesso que é preciso muito autocontrole e disciplina (econômica e corporal rs!), para morar no bairro. Afinal, toda semana abre um lugar novo, lindo, delicioso, incrível e é praticamente impossível acompanhar a efervescência e dinamismo do bairro.

 

Fiz uma pequena lista dos meus lugares favoritos (ainda faltam vários, mas pouco a pouco vou falando deles por aqui).

 

1) Mercado de Pinheiros – O mercado passou recentemente por uma revitalização que trouxe novos boxes, mais vida e restaurantes para o local. Destaque para o Café Mocotó, comandado pelo chef Rodrigo Oliveira; para a Comedoria Gonzalez, de Checho Gonzales e para Pizzaria Napoli Central, do chef Marcos Livi, com suas autênticas pizzas napolitanas. Na minha humilde opinião uma das melhores redondas da cidade e sem dúvida com o melhor custo x benefício.

Mercado Municipal de Pinheiros - Rua Pedro Cristi, 89. Seg. a sáb.: 8h às 20h. Estacionamento (R$ 4 a 1ª h)

 

 

2) Frida e Mina – A sorveteria que já recebeu o título de melhor sorvete da cidade pela Veja São Paulo, já estava na minha vida antes mesmo de abrir. Eu acompanhei a obra, vibrei com o merecido título e passo mal todas as vezes que tenho que passar pela calçada e sentir o cheiro da casquinha sendo preparada. Uma verdadeira tortura rs! Os sorvetes utilizam produtos orgânicos e os sabores que sempre se renovam. Além disso, tem café fresquinho e água de cortesia. Eu tento inovar e sempre peço doce de leite ou baunilha. Mas aconselho que você prove todos!

Endereço: Rua Artur de Azevedo, 1147 - Seg. a Sáb. das 12h as 21h e Dom. das 12h as 20h.

 

3) Feed Restaurante – O Feed é aquela surpresa boa e inesperada. Digo isso, porque ele fica escondido dentro da Galeria 011, na Rua Artur de Azevedo. Aí depois de percorrer aquele corredorzão, com várias peças modernosas, você dá de cara com mesinhas embaixo de uma árvore linda e frondosa e logo dá aquela alegria que aumenta ainda mais quando a comida chega. Sempre que quero almoçar num lugar gostoso, ele me vem na cabeça.

Endereço: Rua Artur de Azevedo, 217 - Cartel 011.

 

4) Kød Steak House – o Kød é minha paixão recente. Ele abriu em 2016 e desde então vivemos um eterno caso de amor. Por dois motivos, Kød tem hambúrguer e tem também (pausa dramática) um milk shake de pudim que vai não vai, eu me pego pensando. É ou não é amor? Como se não bastasse, o lugar é lindo, todo com madeira clara, clean e tem um atendimento dos melhores da cidade.

Endereço: Rua Simão Álvares, 49 - Seg. e Ter. das 12h as 22h30 e Qua. a Sáb. 12h à 0h

 

5) KOF – uma pausa para um café, ou melhor, para falar de cafés. Felizmente, nesse quesito também estamos muito bem representados no nosso bairro. Vou falar de dois e depois prometo voltar nesse assunto, pois ele rende muitas xícaras e horas de conversa. King of Fork é um dos meus queridinhos do bairro. O lugar é aconchegante com mesas comunitárias, individuais e um cantinho mais reservado no fundo. Serve cafés utilizando métodos clássicos, tem um cookie dos deuses, e é bike friendly, o que traz um charme a mais ao local.

Endereço: Rua Artur de Azevedo, 1317 - Seg. a Sex das 9h as 20h e Sáb. das 9h as 18h.

 

6) The Little Coffee Shop - Ainda falando sobre cafés queridinhos, eu não poderia deixar de falar do The Little Coffee Shop, o menor café do mundo, da querida Flavia Pogliani, eleita o ano passado a melhor barista da cidade pela Veja São Paulo. O bom do The Little é que além do café bem tirado, você sempre ganha um bom papo de brinde, seja com a própria Flavia ou com uns dos não menos queridos frequentadores do local. Tá de boa por Pinheiros, dá um pulo aqui. Só atente para o horário de Marajá (como a própria Flavia diz.) das 12 as 17h20, de segunda a sexta. É para quem pode ou para quem tem o privilégio de morar na região.

R. Lisboa, 357A - Esquina com a Rua Artur de Azevedo. Seg. a Sex das 12h as 17h20.

 

7) Più Restaurante – O Più me deixa quase sem dar um piu kkkk. Piadinha infame para falar desses que na minha opinião é um dos melhores restaurantes da cidade. O local é aconchegante, o atendimento gentil e a comida, ahhh, a comida é irretocável. Todos os pratos que já tive a oportunidade de comer eram um primor. Fico feliz e salivando só de lembrar. As únicas observações são sobre a carta de vinhos que é bem enxuta (o que não chega a ser um problema, obviamente) e a espera que como vocês devem imaginar é longa nos finais de semana. Mas, por favor, não façam com que isso atrapalhe a sua ida. Simplesmente, vão.

R. Ferreira de Araújo, 314 - Baixo Pinheiros

 

8) Pirajá – O Pirajá é a botecagem carioca tomando vida em São Paulo. A casa com ambientação que remete ao Rio de Janeiro, tem porções bem servidas, cerveja gelada e uma das melhores caipirinhas da cidade. O lugar é sempre uma excelente opção para curtir um sábado de sol, ver jogos na TV, paquerar ou ir com amigos.

Rua Brigadeiro Faria Lima, 64 - Baixo Pinheiros

 

 

9) Confeitaria Dama – A Dama tem um dos melhores mil-folhas da cidade, quiçá do Brasil. Só esta sobremesa de massa fina e crocante e recheio equilibrado, já vale a visita. Mas você pode se aventurar pelos outros irresistíveis doces da vitrine. Eu costumo ir lá sempre que vou ao Più, mas você pode ir quando quiser rs!

R. Ferreira de Araújo, 376 - Seg. a Sáb das 10h30 as 19h, Dom e Feriados, das 10h30 as 18h.

 

10) Boca de Ouro – quis o destino também que um dos meus balcões favoritos estivesse a alguns passos da minha humilde residência. Como eu amo o Boca de Ouro e o melhor Bolovo da cidade! Como se não bastasse ainda tem o clássico da casa, Macunaíma, um drink feito com cachaça, Fernet branca e limão, e a simpatia do educadíssimo Renato.

Rua Cônego Eugênio Leite, 1121 - Seg. a Qua das 18h à 0h, Qui. a Sáb, das 18h as 2h

 

Como eu disse ainda faltam outros lugares queridos e que valem a minha, a sua, a nossa visita, mas por enquanto, vou ficando por aqui. Em breve, volto como mais #dicadacatha.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

#1 

Catha é pernamboana (uma pernambucana criada em Alagoas).

#2

Catha come hambúguer pelo menos uma vez por semana rs!

 

#3

Catha adora despertar com cheirinho de café...

DICAS DE CATHA CASTRO!

© 2016 - Catha Castro - Mallerba Comunicação

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now