Conheça alguns aplicativos que podem facilitar a sua viagem

August 24, 2017

 

Escrevi há algum tempo que o melhor aplicativo é a vida (leiam mais aqui) e continuo adorando mapas de papel - inclusive estou com um deles na minha frente enquanto escrevo esse post, continuo achando que precisamos nos perder para nos encontrar, mas hoje eu vim falar de como a tecnologia pode e deve ser usada ao nosso favor.

 

Viajei recentemente para a Argentina, Uruguai e Maceió e por ter decidido fazer essas viagens poucos dias antes de embarcar, eu optei por usar todos os benefícios que a tecnologia pode nos oferecer e são essas dicas que compartilho hoje com vocês.

 

Existem milhares de sites de buscas de passagens aéreas “Melhores Destinos”, “Google Flights”, entre outros. Eu já usei todos. Mas, dessa vez eu optei por usar o SkyScanner e gostei do resultado. Esse aplicativo faz buscas de passagens aéreas, hotéis e até aluguéis de carros. O que achei legal é que ele permite salvar os voos buscados recentemente, disponibiliza alertas de preços para um determinado destino e permite que você explore lugares escolhidos ou recomendados por eles. Tudo isso sem taxas. Ele faz a busca e te direciona para o site de outras empresas. Ele me direcionou para a Expedia.com.br e para um voo da Qatar Airways. O que me permitiu viajar em uma empresa eleita esse ano a melhor companhia aérea do mundo e vivenciar uma experiência incrível, mas isso eu conto para vocês em outro post.

 

O fato é que eu não teria buscado por conta própria, a Qatar para fazer esse trecho São Paulo – Buenos Aires. Simplesmente porque eu nem sabia que a empresa fazia esse trecho. Então, achei maravilhoso pagar um valor razoável dias antes da viagem. Foi por causa do Skyscanner também que comprei uma das passagens mais baratas da minha vida para Maceió. Incríveis R$267, ida e volta. Sorte ou não coincidência, o fato é que só isso já seria motivo suficiente para recomendar o aplicativo.

 

Antes de embarcar também, usei outro aplicativo, o Booking.com para reservar hotéis em Buenos Aires e Colônia del Sacramento, no Uruguai. Eu já conhecia o aplicativo de nome, mas nunca tinha usado para fazer reservas de hotéis. O aplicativo pesquisa opções de hospedagem em destinos no mundo inteiro. O que mais gostei é que ele apresenta valores promocionais para o destino escolhido no período da busca e disponibiliza várias informações e fotos do local. O melhor foi constatar que todas as acomodações reservadas eram exatamente como nas fotos e as informações de localização e sobre o estabelecimento em si verdadeiras. Virei fã do aplicativo. Foi por conta dele que conheci o incrível L’Hotel Palermo, um dos hotéis que me hospedei durante os dias que passei em Buenos Aires.

 

 

Como já sabia que iria de Buenos Aires para Colônia del Sacramento, também optei por comprar o meu bilhete da travessia de barco no site da companhia Buquebus.com. Essa talvez tenha sido a minha única decepção na preparação dessa viagem. Eu não sei se comprei um horário muito concorrido, mas o fato é que comprei uma passagem muito cara. Isso sem contar que no dia da viagem, o barco teve um problema técnico e atrasou a partida em mais de uma hora. Na volta para Buenos Aires vi como tinha feito um mau negócio, pois o trecho de ônibus Montevidéu – Colônia + barco de Colônia até Buenos Aires foi mais barato do que somente a travessia da ida. Enfim, erros acontecem. Que bom que foi só esse. Mas o meu conselho é pesquisem, aproveitem o melhor que a tecnologia pode nos oferecer.

 

E o uso dos aplicativos não parou por aí. Em Buenos Aires, usei bastante o Uber para os deslocamentos mais longos, como aeroporto-hotel-aeroporto. Mas também andei muito a pé, de metrô, ônibus e até táxi, que em Buenos Aires são baratos, se comparados a outras grandes cidades. Ainda usei o Google e o Google Maps para tirar várias dúvidas durante a viagem, o Vivino – um aplicativo que armazena informações de vinho, para registrar os vinhos tomados ao longo da viagem, Instagram, Facebook e WhatsApp.

 

Mas nem só de momentos conectados, eu vivi. Optei por não colocar nenhum chip e checava as redes sociais e postava apenas quando estava em algum café ou quando voltava para o hotel. O bom é que em Buenos Aires tem wi-fi disponível em quase todos os lugares. Então, eu aproveitava o wi-fi para chamar o Uber e ver alguma informação que precisava. O que facilitou muito a minha vida em alguns momentos.

 

Enfim, o fato é que não há como negar que a tecnologia mudou a forma de como os viajantes exploram os destinos turísticos. Não importa se você comprou a passagem, pelo aplicativo ou se reservou a hospedagem no balcão do hotel, o mais importante é a forma como você se relaciona com o mundo real e as experiências que você tem antes, durante e depois da viagem. E eu confesso a vocês que vivi dias incríveis nos lugares por onde passei.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

#1 

Catha é pernamboana (uma pernambucana criada em Alagoas).

#2

Catha come hambúguer pelo menos uma vez por semana rs!

 

#3

Catha adora despertar com cheirinho de café...

DICAS DE CATHA CASTRO!

© 2016 - Catha Castro - Mallerba Comunicação

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now