Cerveja com queijo: como harmonizar duas paixões nacionais

August 3, 2018

No Dia da Cerveja, comemorado hoje, conheça algumas harmonizações que você pode fazer com a bebida e os vários tipos de queijo

 

 

Queijo e cerveja são duas paixões nacionais. Mas você sabe como combiná-las? A primeira dica é saber que existem dois tipos de harmonização: por semelhança e por contraste. A harmonização por semelhança une dois sabores semelhantes. Provolone com cerveja de malte defumado, por exemplo.

 

Quando você faz a combinação por contraste, a brincadeira consiste em misturar sensações diferentes e complementares. Pense numa ale belga, adocicada e condimentada, com um queijo como o camembert.

 

Agora que já falamos de algumas regras, vamos à principal: esqueça as regras e vá experimentando. Você vai encontrar sua combinação favorita.

 

Confira algumas opções de harmonizações que podem ser feitas com os diferentes estilos de cervejas e os vários tipos de queijo, sugeridas pelo mestre queijeiro da marca Président, o francês Xavier Thuret.

 

Queijo prato bola

Um pouco mais intenso do que o queijo prato lanche, ele chama uma cerveja ligeiramente mais encorpada. Você pode tentar uma weizen alemã, refrescante e com espuma cremosa.

 

Gouda

O gouda está alguns degraus acima em termos de potência. Uma lager com mais personalidade, como a helles ou a pilsner tcheca, vai equiparar as forças.

 

Estepe

O queijo estepe mistura a doçura do leite com notas de nozes e aromas levemente picantes. Ele merece cervejas um pouco mais complexas, com tostado e amargor. Tente uma bitter, uma pale ale ou mesmo uma IPA não muito alcoólica.

 

Gruyère

De origem suíça, o gruyère combina delicadeza e força. Sua untuosidade vai bem com as cervejas de trigo – cremosas, refrescantes e condimentadas. Lagers lupuladas também são uma combinação interessante. Para algo diferente, prove uma cerveja maltada como a brown ale ou a dunkel.

 

Emmental

Outro queijo suíço. Aliás, O queijo suíço – suas olhaduras (“buraquinhos”) são mundialmente famosas. O emmental tem aromas que lembram o coco fresco, é macio e leitoso. Vai bem com uma cerveja belga de trigo, a witbier, suave e aromática.

 

Brie

Os queijos de casca branca são cremosos e intensos. A harmonização pode ir por vários caminhos. Uma cerveja ácida – lambic, berliner weisse ou sour – vai cumprir a mesma função do damasco ou da framboesa. Outra possibilidade: ales belgas como a tripel ou a strong golden ale, fortes no álcool e nos aromas.

 

Camembert

Salgadinho e condimentado – seu aroma aguçado lembra noz-moscada – o camembert é um queijo de casca branca mais forte que o brie. Para uma degustação prazerosa, refresque o paladar com goles de uma lager bem leve.

 

Maasdam

Queijo de origem holandesa, é elástico e rico em aromas florais e frutados. Combinemos fruta com fruta: acompanhe o maasdam de uma witbier, cerveja de trigo temperada com casca de laranja.

 

Reino

É inspirado nos queijos holandeses que a corte de Portugal trouxe quando se mudou para o Brasil – por isso o nome “do reino”. Seu sabor é tão marcante quanto o formato esférico e a casca vermelha. Experimente com uma strong golden ale belga ou com uma Imperial IPA.

 

Provolone

Defumado e picante, o provolone pede uma parceria do mesmo nível. A rauchbier, cerveja de estilo alemão feita com malte defumado, pé o casamento perfeito.

 

Parmesão

O parmesão é salgado, levemente amanteigado e de textura crocante. Pode ser harmonizado com cervejas fortes. Bock, imperial stout e barley wine são boas candidatas. Outro caminho é equilibrar sua força com bebidas refrescantes, como a american lager e a witbier.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

#1 

Catha é pernamboana (uma pernambucana criada em Alagoas).

#2

Catha come hambúguer pelo menos uma vez por semana rs!

 

#3

Catha adora despertar com cheirinho de café...

DICAS DE CATHA CASTRO!

© 2016 - Catha Castro - Mallerba Comunicação

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now