Livro reúne menus harmonizados da Vinheria Percussi

October 2, 2018

 

As 46 receitas dispostas em 11 menus temáticos contam os mais de 30 anos de história do premiado restaurante italiano de Pinheiros

 

Percussi Fatto a mano. O título do novo livro da Vinheria Percussi expressa bem o espírito da casa, uma das mais premiadas e tradicionais de cozinha italiana em São Paulo. Fiel representante do estilo slow food na capital paulistana, com ambiente e serviço acolhedores, a Vinheria Percussi aposta, desde seus primórdios, na sequência clássica da mesa italiana, com uma sequência de 3 a 4 pratos por refeição. Em paralelo, o convite para a degustação de menus gastronômicos tem marcado sua história, quase sempre ressaltando um ingrediente e invariavelmente com grande ênfase na harmonização de vinhos. Esses menus, alguns já históricos, são agora apresentados ao leitor, tornando-se acessíveis para os cozinheiros entusiastas e amantes da boa mesa.

 

Lançado na noite de ontem, 02, o livro reúne 11 menus, que somam 46 receitas de Silvia Percussi, harmonizadas por Lamberto Percussi, irmãos e sócios no restaurante. O belo ensaio fotográfico de Antônio Rodrigues ressalta o cuidado na apresentação dos pratos e os ingredientes sempre muito bem selecionados. No texto assinado pela jornalista Chantal Brissac, vê-se uma história de amor à arte da enogastronomia, impregnada na origem do restaurante e da própria família Percussi.

 

“Foi com nossos menus gastronômicos que conseguimos da forma mais fiel e autêntica mostrar com arte, DNA e harmonizações o nosso background, aquilo que aprendemos, bebemos e comemos na mesa de casa com nossos pais e familiares,” relata Silvia.

 

A Vinheria Percussi abriu suas portas em 1985, sob o comando do casal Luciano Percussi e Maria Grazia, pais de Lamberto e Silvia. Amante de vinhos, Luciano aproveitou de sua experiência adquirida na Itália para dar vida à enoteca que se tornaria um ponto de referência e conhecimento do vinho em São Paulo. Mas logo o negócio passou para a direção dos filhos e se expandiu, e Lamberto assumiu não só a administração como tornou-se referência como sommelier. Sobre o modus operandi das harmonizações, que aparecem no livro por tipo de vinho a cada receita, ele comenta: “A regra é não ter regras! Acima de tudo, o vinho deve agradar, trazer prazer e alegria a quem o consome, independentemente de qualquer característica, procedência ou qualidade”.

 

 

Sobre os menus, estrelas do livro, reproduzimos abaixo um trecho do texto de Chantal Brissac, que dá dimensão de todos os cuidados e requintes envolvidos nessa trajetória vivida e contada à mesa: “Ao longo das três décadas de vida, a Vinheria inovou também na forma de fazer encontros gastronômicos. Os contatos com produtores de vinho, dos mais renomados aos menores, verdadeiros achados em vilarejos da Itália e de países da América do Sul, ficaram mais frequentes. Terroirs únicos passaram a ser harmonizados com pratos especiais: era o início dos menus criados por Silvia e combinados com os vinhos escolhidos por Lamberto. Como as diferentes estações trazem temperos e ingredientes marcantes, as diferentes safras de vinhos também podem ser ajustadas a eles de forma magistral.

 

Tudo começou em 1998 com o Menu di Funghi, ingrediente adorado por Silvia e que rendeu depois um livro com cem receitas ditadas pela chef (Menu di Funghi, Ed. Olhares, 2013). Em 2002, a Vinheria serviu o primeiro Menu de Tartufi Bianchi – as trufas brancas –, nobre iguaria trazida da Itália para reinar no cardápio especial criado por Silvia Percussi.

 

Mas foi em 2011 que eles decidiram juntar as duas coisas e lançar o Menu di Funghi al Tartufo, com a variedade negra desta delícia, que é fruto do verão italiano e, portanto, mais delicada que sua irmã branca, nascida no inverno. Vieram em seguida outros festivais inesquecíveis, como o all’Uovo; o di Vino; o Bio, que segue a tendência mundial dos orgânicos; e o focado no mel, um dos mais inusitados, entre tantas outras ideias aderidas entusiasticamente pelos clientes.” 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

#1 

Catha é pernamboana (uma pernambucana criada em Alagoas).

#2

Catha come hambúguer pelo menos uma vez por semana rs!

 

#3

Catha adora despertar com cheirinho de café...

DICAS DE CATHA CASTRO!

© 2016 - Catha Castro - Mallerba Comunicação

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now